pr.abra

O conceito de turismo de negócios é relativamente novo e compreende todas as viagens feitas para estabelecer contratos, compras e vendas, realizar treinamentos, participar de eventos ou conhecer o mercado local. Hoje em dia estas viagens são um porto seguro para o segmento turístico, pois enquanto o turismo de lazer varia muito conforme o momento financeiro da população, o turismo de negócios se mantém constante e traz segurança para o setor.

De acordo com o levantamento mais recente da Abracorp, a Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas, o turismo de negócios cresceu 14,7% no primeiro semestre de 2019, se comparado com o mesmo período de 2018, com destaque para os crescimentos apresentados pelos setores de aviação, rodoviário e hoteleiro.

As viagens motivadas por trabalho e eventos movimentaram em todo o Brasil 5,57 bilhões de reais nos primeiros seis meses deste ano, aproximadamente 33% mais do que as viagens motivadas por lazer.

Por conta da infraestrutura adequada, há algum tempo Curitiba se destaca no turismo de negócios, sendo a terceira cidade mais procurada pelos viajantes internacionais, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. A estimativa é que a cidade receba em média 350 mil pessoas por ano, através das viagens corporativas e da realização de eventos.

Para Beatriz Oliviera, editora do portal REVIEWBOX, as inovações tecnológicas são um grande fator movimentador do turismo de negócios, pois a mudança nas técnicas e nos instrumentos de trabalho exige a capacitação dos profissionais que as usam, gerando a necessidade de realização de eventos e treinamentos. Além de todo o benefício financeiro para a cidade, a realização desses eventos também é importante porque aproxima a população das últimas tendências do mercado.

A propensão é que Curitiba ganhe ainda mais força nesse segmento: a cidade apareceu na lista de tendências elaborada pela CWT Meetings and Eventscomo a nona cidade da América Latina mais propícia para a realização de encontros e eventos. Em 2018, foram realizados 218 eventos na capital paranaense, sendo 15 deles de grande porte (os que recebem mais de mil pessoas), injetando 149 milhões na economia municipal.

O crescimento do turismo corporativo no mundo envolve outra novidade: algumas empresas têm investido em viagens que misturam negócios e divertimento, como forma de motivar os seus colaboradores. São as chamadas bleisure trips, termo em inglês que mistura as palavras “trabalho” e “lazer”. Esse novo tipo de turismo aquece ainda mais a economia das cidades, beneficiando os setores de gastronomia, comércio e transporte.

Além de Curitiba, outras cidades paranaenses, como Foz do Iguaçu, Cascavel, Londrina e Maringá, também apontam bom crescimento no turismo de negócios e eventos, colocando todo o estado do Paraná como destaque nacional. Além disso, o SEBRAE/PR vem trabalhando para consolidar ainda mais o estado como um destino competitivo no cenário internacional, realizando treinamentos, seminários e encontros para alavancar o turismo de negócios em novos lugares e levar os benefícios econômicos para um maior número de municípios do Paraná.

Fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/turismo-de-negocios-registra-crescimento-no-primeiro-semestre-de-2019-e-curitiba-se-destaca-novamente#.XW-a-vBKjIU

Comentários